© 2018 GBA Facilities

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook Social Icon

Produzido e mantido por FSTN Marketing

July 18, 2018

Please reload

Posts Recentes

STF mantém fim da contribuição sindical obrigatória

July 6, 2018

1/4
Please reload

Posts Em Destaque

A Gestão de Segurança no Conceito da Internet das Coisas

1 Aug 2018

Os Gestores de Segurança estão passando por um novo modelo de administração no campo da segurança, seja pública ou privada. Trata-se do conceito de Segurança da Internet das Coisas (do inglês, Internet Of Things, IoT), e como ela vem sendo empregada nos mais diversos modelos ou sistemas de segurança e proteção.

 

 

A Segurança da Internet das Coisas é um conceito ainda novo, porém, cada dia mais crescente, principalmente no setor da segurança pública e privada, onde as linhas de produção das indústrias usam os robôs na fabricação ou calibração de seus produtos, que vão desde a linha de produção, passando pela linha de montagem até a distribuição e uso por parte dos consumidores.

 

Internet e Equipamentos

 

Com a internet das coisas, os equipamentos e até o modo de vida das pessoas foram alterados. Desde os menores até os mais complexos equipamentos estão sendo operados pela internet, seja de forma autônoma, continuada – ou até programados previamente para funcionarem, inclusive na área da saúde humana, já que os equipamentos hospitalares já estão conectados em redes de computadores conectados à internet, como aparelhos cirúrgicos, de aferição de pressão arterial e até de ministração de medicamentos.

 

Como podemos ver, a Segurança da Internet das Coisas é uma realidade em todos os setores, o que apresenta um novo desafio para os Gestores de Segurança e mesmo para as instituições que ministram cursos para os profissionais da área.

 

Como a Gestão de Segurança se faz na conhecida pirâmide de (Processos, Pessoas e Serviços), dentro de tais conceitos, a Segurança da Internet das Coisas deve estar presente no ambiente de trabalho dos profissionais da segurança, ou seja, é preciso compreender o máximo possível sobre como gerir tais processos que usam a internet para funcionar.

 

Desafio da internet das coisas

 

Fazer e promover segurança com a Internet das Coisas é um desafio que deve ser superado. Os profissionais devem estudar profundamente sobre o tema, haja vista que, em um momento ou outro, ele vai se deparar com essa realidade na gestão de segurança, e, portanto, deve conhecer o principio de seu funcionamento para emitir ou produzir pareceres ou relatórios para sua linha de comando superior dentro da corporação empresarial.

 

Na área da tecnologia de segurança, a maioria dos equipamentos opera com base na internet, como é o caso de um sistema de monitoramento por câmeras, onde as imagens são transmitidas em tempo real para outros dispositivos, como smartphones, computadores e, às vezes, até passando por satélites geoestacionários antes de chegar ao seu destino final.

 

Internet das coisas na segurança

 

Nos sistemas eletrônicos de segurança residencial, por exemplo, os modernos equipamentos de vigilância estão presentes, onde os dados e informações, inclusive dos aparelhos domésticos — são transmitidos para uma plataforma nas nuvens, podendo ser monitorados à distância. O mesmo principio é também usado pelas indústrias para o monitoramento contra invasão, controle de maquinários, incêndios e outros parâmetros.

 

A Internet das Coisas não é apenas um conceito ou aliado na segurança pública ou privada. Ela também dita as regras que poucos poderão viver sem ela nos próximos anos, e cabe aos profissionais da segurança aprofundar seus conhecimentos no sentido de aprimorar suas técnicas de abordagem sobre o tema, e como prever e até neutralizar possíveis incidentes causados por conflitos operacionais e técnicos dentro da Internet das Coisas.

 

FONTE: revistasegurança.com.br

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga